Orange Is The New Black | Sexta temporada já está disponível na Netflix

Mais de um ano após o fim da quinta temporada, a sexta temporada temporada da aclamada série, Orange Is The New Black já está disponível no catálogo da Netflix. Confira o trailer acima.

A Netflix fez suspense sobre o que pode acontecer nessa sexta temporada, mas pelo trailer a nova fase da história dá uma deixa do que pode acontecer e mostra as personagens separadas e encaminhadas a uma prisão de segurança máxima.

A trama conta a história de Piper Chapman (Taylor Schilling), uma mulher rica que foi encarcerada na penitenciaria de Litchfield por causa de um crime do passado. Orange Is The New Black retrata mais do que o cotidiano de uma detenta em uma prisão nos Estados Unidos, a série propõe a discussão de vários temas, que vão do empoderamento feminino à visibilidade LGBT.

Uma pesquisa feita pela empresa 7PARK, que avalia tráfego online, mostrar que Orange Is The New Black é a série original Netflix mais assistida na plataforma.




Learn More

Game Of Thrones | Última temporada vai chegar no primeiro semestre de 2019

A temporada final de Game of Thrones, vai estreia ano que vem na HBO, e finalmente agora temos uma ideia de que retornará na primeira metade de 2019. Via(EW)

Durante um evento da Television Critics Association da HBO nesta manhã, o presidente de programação Casey Bloys revelou que a Temporada 8 de Game of Thrones será exibida na “primeira metade” de 2019.

Bloys também confirma que a produção do spin-off da série está programada para acontecer no começo de 2019, ao contrário do que dizia um rumor recente, que indicava as filmagens da prequel para outubro deste ano.




Learn More

10 Séries Históricas Que Você Precisa Ver

Você gosta de ficção, mas ama quando a série é baseada em fatos reais? Gosta de aprender sobre como eram as coisas há tempos atrás? Essas dez séries históricas são para você!

  1. Vikings

Ambicioso e lendário, o viking Ragnar Lothbrok ascende de um jovem guerreiro ao Rei das tribos Viking com a ajuda de sua escudeira Lagertha, o irmão invejoso Rollo, destemidos filhos e seu bando de conquistadores.

Vikings é uma série de ficção mas com base em acontecimentos históricos. Ragnar é um herói nórdico real mas a série enfeita e cria em cima de sua história, daquele jeito que amamos. Com roteiro rápido, onde muita coisa acontece em poucos episódios, a série te prende fácil a sua trama.

É interessante conhecer mais dos costumes e crenças desse povo e os conflitos que surgem quando eles invadem países como Inglaterra, França e Rússia, onde o cristianismo.

Pra quem gosta de cenas de ação, a série tem muitas batalhas: individuais ou grandes guerras.

Vikings tem cinco temporadas até o momento.

  1. Outlander

A inglesa Claire Randall, enfermeira durante a Segunda Guerra Mundial, viaja com seu marido Frank à Escócia para uma reaproximação após anos separados pela guerra. Entretanto, Claire acaba que por meio de alguma magia voltando 200 anos no tempo e descobre-se sozinha no ano 1743 durante os levantes jacobitas. Lá, ela conhece o jovem guerreiro escocês Jamie Fraser e Jonathan Randall, antepassado de Frank e capitão inglês.

A série tem muita ficção, já que segue a jornada de personagens fictícios, porém todo o contexto é historicamente embasado. Por a personagem principal estar deslocada naquela época, ela acaba sendo nossos olhos nesse mundo, que já era distante para ela, imagina então para nós.

Outlander tem 3 temporadas até o momento.

  1. The White Queen

Nove anos de disputas internas sobre quem é o rei legítimo da Inglaterra se passaram quando Margaret Beaufort, Anna Neville e Elizabeth Woodville emergem no cenário político. As casas de Lancaster e York são dois lados de uma família muito dividida e essas mulheres não vão parar por nada em prol de seu desejo de tomar o trono.

Adaptação do romance histórico “The Women of the Cousins’ War”, da escritora Phillippa Gregory, The White Queen se passa durante a Guerra das Rosas, que durou 30 anos. A série começa no nono ano dessa guerra, em 1464, quando Edward IV é coroado o rei da Inglaterra e se apaixona por Elizabeth Woodville. Em contra partida vemos Margaret Beaufort tentando colocar seu filho, Henry Tudor, no trono e a ambiciosa Anne Neville, casada com o irmão do rei, também tentando chegar ao poder.

A Guerra das Rosas foi uma extensa guerra pelo trono inglês, com muita política e conchavos, manipulações… todos essas coisas baixas que o homem fazia (e faz) em busca de poder. Mas o interessante da série é que ela conta a história pelo ponto de vista de três mulheres, que atuavam não como rainhas, mas como manipuladoras do cenário político.

The White Queen tem uma temporada até o momento.

  1. The Tudors

A série segue o reinado de Henry VIII, desde seus escandalosos romances, a seus relacionamentos políticos, e seu papel em dissolver a Igreja Católica Romana na Inglaterra durante o começo dos anos de 1500.

Com certeza você estudou na escola sobre o rei inglês que era casado mas se apaixonou por outra e quis se divorciar mas a igreja católica não permitiu e, então, ele criou uma nova igreja, se divorciou e casou de novo com outra. Bom, acontece que muito mais fatores levaram a Henry VIII a romper com a igreja católica e criar a igreja anglicana.

The Tudors se passa depois da Guerra das Rosas (aliás, só pelo título da série aqui já sabemos quem vai vencer os conflitos de White Queen rs Mas não existe spoiler quando se trata de fatos históricos!) e é focado em todo o reinado de Henry VIII e, principalmente, sua busca por um herdeiro homem. Essa busca o levou a seis casamentos. A falta de herdeiros também trás muitas picuinhas políticas!

A fidelidade com a aparência das figuras reais não é tão fiel historicamente, com a série optando por atores sarados e atrizes magras em vez dos corpulentos personagens reais. Os vestidos também são bem mais decotados do que deveriam ser mas nada disso compromete a série.

Eu indico essa série para quem gosta de acompanhar personagens por um longo tempo, vendo-o envelhecer e tendo que lidar com várias escolhas que fez quando jovem. Imperdível!

The Tudors teve quatro temporadas.

  1. Wolf Hall

Minissérie sobre a ascensão e queda de Thomas Cromwell, filho de ferreiro que acabou se transformando em um dos homens mais poderosos da Inglaterra do século 16. Nomeado o Primeiro Duque de Essex e Primeiro-ministro do Rei Henry VIII, Cromwell ajudou o monarca na sua separação de Catherine de Aragão e seu casamento com a polêmica Ana Bolena.

Wolf Hall se passa também durante o reinado de Henry VIII, mas diferente de The Tudors que era focada no monarca, aqui a série é focada no Chanceler da Inglaterra na Era Tudor.

Um rei sem filhos homens em uma época em que isso era um enorme problema, a Inglaterrana passando pela transição da Reforma Protestante, com muitas pessoas ainda remanescendo fieis ao catolicismo, Cromwell se vê no meio de tudo isso, tentando manter seu posto e sua vida, enquanto o machado é uma ameaça cada vez mais real.

Atuações e realismo histórico primorosos, essa minissérie é imperdível para quem quer saber um pouco mais desse período da história.

Wolf Hall é uma minissérie em seis capítulos.




  1. The Borgias

Na Itália do século 15, o patriarca Rodrigo Borgia está montando sua campanha para se tornar o próximo Papa. Rodrigo logo percebe que sendo um intruso é difícil manter controle sobre seu poder político, enquanto manter seus filhos em rédea curta pode ameaçar seu futuro.

The Borgias tem muitas polêmicas e se você é uma pessoa muito católica que não gosta de ouvir nada de errado sobre os membros da igreja, talvez devesse passar longe dessa série, pois aqui vemos assassinato (muito envenenamento), fratricídio, estupro, compra de cargos eclesiásticos, corrupção, roubo, adultério, quebra do voto de castidade dos padres (e do próprio Papa) e incesto.

Assim como as sérias sobre o período Tudor, The Borgias fala sobre a ganância e a busca pelo poder , os jogos políticos e os interesses entre famílias. Mas no caso, não para chegar ao trono, mas sim ao topo hierárquico da Igreja.

Os cenários são primorosos, recriando em computação gráfica construções que não existem mais. Destaque também para as atuações e para o roteiro.

The Borgias teve três temporadas.

  1. Victoria

Em 1837, na Inglaterra, a recém-coroada Rainha Victoria lida com o cortejo e casamento com o Príncipe Albert, enquanto tenta manter o controle político em um país preparado para a Revolução Industrial.

Victoria é baseada nos diários pessoais da rainha e em fatos históricos que marcaram o mundo. A rainha reinou por 63 anos e 7 meses, sendo o mais longo da história, atrás apenas da atual rainha inglesa, Elizabeth II. Então, imagina quanta história a série tem para contar! Vemos na série a dificuldade que a rainha teve em governar por ter assumido a coroa ainda muito jovem, a tentativa de seu primeiro-ministro e de sua mãe de manipulá-la, a pressão para que ela case e tenha um homem governando a seu lado, o amor entre ela e o príncipe Albert e a pressão para gerar herdeiros.

A precisão dos figurinos e a ambientação histórica são de encher os olhos e extremamente fieis.

O longo reinado da rainha Victoria passou por vários momentos históricos importantes e seus descendentes se espalharam pela Europa, governando muitos países. A série é imperdível para quem gosta de estudar monarcas ingleses.

Victoria tem duas temporadas até o momento.

  1. Downton Abbey

No início do século XX, a família Crawley luta para manter o legado de Downton Abbey. Após a morte de um parente que estava à bordo do Titanic, Robert Crawley descobre que o novo herdeiro da propriedade é um sobrinho distante, Matthew Crawley, um advogado com pensamentos modernistas.

Dowton Abbey acompanha os Crawley, uma nobre família que tenta casar sua filha mais velha com o novo herdeiro, a fim de manter posse da propriedade que dá nome a série. O diferencial da série é tratar dos assuntos sob duas perspectivas: A família Crawley e os empregados da propriedade. Além de vermos os nobres tentando casamentos arranjados, abafando escândalos, lidando com administração da propriedade e etc, acompanhamos também a vida dos empregados, a hierarquia das funções, a vida devotada àquela família, as picuinhas para conseguir um cargo melhor.

Além do apego aos personagens, que você acompanha crescendo e mudando (e morrendo), tem também o fator histórico. O naufrágio do Titanic, a primeira guerra mundial, a ascensão do comunismo na Europa, são alguns dos fatores históricos que vemos sendo retratados na série e reverberam nos moradores de Downton. Mas é muito interessante também ver as pequenas mudanças daquele mundo como a chegada da luz elétrica, da geladeira, do rádio, do telefone, entre muitas outras coisas. Era uma época onde muita coisa mudou muito rápido e as pessoas iam tentando acompanhar. O papel da mulher na sociedade também é bastante discutido. Vemos no começo da série as mulheres apenas preocupadas com a preparação dos eventos de gala e no final algumas já estão administrando a propriedade e tomando conta de empresas!

Todos os personagens são maravilhosos, e você com certeza vai eleger o seu preferido mas é impossível não destacar a Lady Violet, interpretada pela maravilhosa Maggie Smith. Toda vez que ela aparece em tela é um expetáculo.

Downton Abbey teve seis temporadas.

  1. The Crown

O periodo dramático que segue o parlamento e a Coroa da década de 1940 à contemporaneidade durante o reinado da Rainha Elizabeth II, enquanto ela lida com Churchill, política, amor, perdas e o que significa ser uma rainha dos tempos modernos.

A série da Netflix pretende cobrir todo o reinado, até então, da atual rainha da Inglaterra, Elizabeth II, a rainha com maior reinado da história. Desde a morte de seu pai e sua ascensão ao trono, em uma época onde a monarquia tem mais uma função decorativa e as decisões são tomadas pelo parlamento, acompanhamos a rainha e sua família e principalmente suas abdicações. Ao pensarmos na família real, imaginamos pessoas felizes, que tem tudo que desejam, mas The Crown mostra que a vida pública pode ser muito mais difícil do que se imagina. Com um marido que sofre com o ego ferido por não ser tão relevante como a esposa rainha e a irmã rebelde que não se importa em esconder seus escândalos, temos Elizabeth tentando lidar com tudo isso e ainda ser uma figura de inspiração para a nação e cuidar da criação dos filhos. O peso da coroa do título é realmente muito pesada.

A recriação dos figurinos e fatos reais beira a perfeição. As atuações são igualmente maravilhosas.

Acontece muita coisa na série que eu fiquei me perguntando como a família real deixou aquilo ir ao ar? São muitos escândalos amorosos, políticos… E tudo tão recente!

The Crown tem duas temporadas até o momento.

  1. Band Of Brothers

Do seu treinamento na Georgia até o fim da Segunda Guerra Mundial, essa série conta a vida de homens que serviram na Companhia E (Easy Company) do 2º Batalhão do 506º Regimento de Infantaria Pára-quedista da 101ª Divisão Aerotransportada do Exército dos Estados Unidos.

Depois de dirigir O Resgate do Soldado Ryan, Steven Spielberg e Tom Hanks estavam ainda tão envolvidos com o tema que produziram Band Of Brothers, baseada no livro de mesmo nome de Stephen E. Ambrose.

Na série acompanhamos os soldados desde o desembarque na Normandia (famoso dia D) até a captura do Ninho da Águia, fortaleza de Hitler nos Alpes. Mas o que faz de Band Of Brothers diferente é a história ser contada pelo ponto de vista de um pequeno grupo de soldados, a História contada de baixo, como dizem alguns críticos. Aqui não temos uma parte da trama se passando no gabinete do presidente, nem nada disso. Ficamos com os soldados, com a Easy Company, o tempo todo.

No começo de cada episódio temos os ex-soldados reais, nos dias de hoje, contando um pouco de como aquilo que iremos ver nos episódios, mas não sabemos quem aquela pessoa é, aumentando assim nossa apreensão em saber quem vai sobreviver à Guerra. Só no último episódio é revelado suas identidades.

Além de Spielberg e Hanks na produção, a série tem o selo HBO de qualidade, então pode ir sem medo, ninguém poupou despesas aqui e a ambientação, figurino e cenas na guerra mesmo são de altíssima qualidade!

Menção honrosa para The Pacific, série produzida também pelo trio Spielberg, Hanks e HBO mas que relata o cenário no Pacífico da Segunda Guerra Mundial.

Band Of Brothers é uma minissérie em dez capítulos




Learn More

Netflix | Lançamentos e novidades da semana (23/07 a 29/07)

Entramos na ultima semana do mês , e dessa vez, a Netflix do dia 23 de julho ao dia 29 vai ter vários Lançamentos e novidades da semana em seu catálogo . Confira a lista:

Nesta semana o destaque da Netflix vai ser  o retorno da sexta temporada de Orange is the New Black, que estará disponível no dia 27. A Netflix tem feito um suspenso enorme sobre a sinopse da nova temporada, mas o que se sabe e que vai mostrar um mundo diferente e nova detenta feminina.

Ainda no dia 27 temos a estreia de Extinção, filme original Netflix, que vai contar a historia de Peter (Michael Peña), que após sonhar várias vezes com a perda da família, vê seus pesadelos virar realidade quando acontece a invasão de uma força extraterrestre ao planeta. Causando destruição em massa, ele luta para proteger sua família e acaba descobrindo uma força desconhecida dentro de si.

Nesse mesmo dia temos o retorno da terceira temporada de El Chapo, que pretende expandir seu império pelo mundo e se aproxima de uma atriz famosa, para quem conta uma versão de sua historia.

 

Outros Lançamentos e novidades da semana na Netflix

23 de Julho

A Câmara 36 de Shaolin
A Guilhotina Voadora
A Guilhotina Voadora
Armas Lendárias da China
Five Elements Ninjas
Mahjong Heroes
On the Wrong Track
Os Cinco Venenos de Shaolin
Retorno à Câmara 36
Sword Masters: Two Champions of Shaolin
The Bund
O Diabo e o Padre Amorth

O documentário acompanha a sessão de exorcismo da arquiteta Cristina, que chegou a passar pelo mesmo procedimento outras 9 vezes.




 

24 de Julho

Iliza Shlesinger: Elder Millennial (stand-up original)
O Aviso – Original Netflix

Depois de seu amigo ser baleado, Jon descobre um padrão matemático nas mortes ocorridas no local e tenta alertar a próxima vítima.

26 de julho

Sr. Sherlock Holmes

27 de julho

A Pior das Bruxas: 2ª temporada (série original)
Bem-vindo à família (série original)
Cupcake e Dino – Serviços Gerais (animação original)
Operação Enganosa (documentário original)
Roma: Império de Sangue: 2ª temporada (série original)
Traços de Fumaça (série original)

28 de julho

Cleo
Pixels

Quando alienígenas atacam a Terra, como nos vídeo games antigos, o presidente e seus amigos de infância (que eram os reis do fliperama) partem para a ação.

29 de julho

Os Dez Mandamentos – O Filme

Conheça a história de Moisés, que conduz seu povo à terra prometida, nesta versão com os melhores momentos da série de mesmo nome.

 




Learn More

O Escolhido: Nova série brasileira sobrenatural da Netflix

A Netflix anunciou que vai lançar uma nova série original brasileira ‘ O Escolhido ‘. que vai ser inspirado na série mexicana ‘Niño Santo‘.

A adaptação na Netflix vai ficar por conta de Raphael Draccon (autor da série literária “Dragões de Éter”) e pela jornalista e escritora Carolina Munhóz.  A  primeira temporada da série brasileira vai contar com seis episódios de uma hora cada.

A trama vai acompanhar três jovens médicos que são enviados a um vilarejo remoto no Pantanal, a fim de vacinar os moradores contra uma nova mutação do vírus da zika. Quando a população recusa o tratamento, os três acabam ficando presos em uma comunidade isolada e repleta de segredos. Devotos a um líder enigmático, os residentes acreditam ser capaz de curar qualquer doença sem o uso da medicina, o que leva a confrontar a força da fé sobre a ciência.

As filmagens de ‘O Escolhido‘ começam em setembro e a estreia mundial exclusiva na Netflix está prevista para 2019.




Learn More

Breaking Bad 10 anos depois e o Homem é o Lobo do Homem

Fala amante da série, hj queria abordar uma das séries mais premiadas e aclamadas do mundo, muito se falou sobre a série, mas reassistindo esse mês, eu tive uma outra visão que não encontrei em nenhuma análise da época, depois da vinheta eu conto pra você

Walter White se tornou um ícone da cultura pop isso ninguém discorda, mas o que Vince Gilligan quis retratar nesse personagem? talvez uma crítica acobertada por um sujeito comum americano, que pode ser reconhecido em qualquer telespectador comum que assiste a série: assalariado, classe média baixa, sem grande perspectiva de vida, humilhado e passivo talvez Gilligan quis mostrar uma ambição que está intrínseca em cada ser humano que se desperta no poder? acredito que um pouco de ambos, mais ainda quando surge o câncer no Walter Branco que é onde realmente começa a tão famosa jornada do herói escrita por Joseph Campbell no livro O herói de mil faces de 1949,  e porque eu utilizei a famosa frase de Hobbes? porque reassistindo pude perceber que o homem é capaz de tudo pelo poder. sem um contrato social o homem seria o lobo do homem, “sem leis” o homem seria o lobo do homem.

No famoso livro de William Golding “O Senhor das Moscas” vencedor do prêmio nobel, temos essa explicação de forma alegórica na convivência de crianças numa ilha deserta sem supervisão de adultos ou leis de convivência civilizada eles se matam pelo poder, e pra quem já leu o livro ou assistiu o filme, podemos dizer que Ralph é jesse pinkman e Jack é Walter White, claro que nas suas devidas proporções.

O Episódio piloto é muito claro e faz você entender e se comover, sensibilizar e principalmente se colocar no lugar do personagem principal, e isso é crucial para criar afinidade entre personagem e telespectador, Vince nos entrega em 58 minutos o que vamos testemunhar a transformação  de um sujeito que era pacato e se torna o oposto disso, quando o armário começa a tirar sarro de walter Jr, e White chuta sua perna, ele sente o poder correr nas suas veias…o mesmo poder de quando ele manda seu patrão se fuder, é um sentimento que 99% das pessoas já tiveram em algum momento, mandar todo mundo se foder, esse gole de vida que Walt sente quando tem algum ato de poder lhe satisfaz, mas ele só toma essa atitude por saber que vai morrer pelo câncer e isso leva as consequências que fazem White amado e odiado durante todas as temporadas.

se você pensa igual a mim, deve ter odiado Heisenberg quando matou mike, quando levou Hank a morte ou quando deixou Jane morrer, fora a morte de 167 pessoas da queda do avião. essas e outras mortes me fizeram refletir sobre como Gilligan foi ao ponto crucial de Hobbes: segundo o filósofo sempre haveria quem tentasse provocar conflitos para tomar o poder para si, e durante as 5 temporadas o que mais acontece é a manipulação do caos, feita pelo senhor White, e se no começo era feito pra deixar dinheiro pra sua família, no decorrer do tempo se torna, poder pelo dinheiro, Walter se torna arrogante e prepotente, e aqui vem a principal reflexão desse vídeo: ele se torna ou já estava dentro dele essa fome de poder?, pois uma das máximas de Maquiavel no livro O príncipe de 1532 , que faz total sentido até hoje é a frase: “Dê o poder ao homem, e descobrirá quem ele realmente é.” e Walt deixou claro esse comportamento da frase, já pinkman mostra o contrário, sempre querendo “doar” seu dinheiro, talvez no sentido de arrependimento ou de caráter abalado, é curioso pois se pensarmos walt e jesse são o bem e o mal em pessoas distintas, um episódio memorável e mentiroso (5-13) é quando pinkman fala que vai queimar seu dinheiro, digo mentiroso pois o senhor white corre com o carro fazedo drift e manobras perigosas com apenas uma mão, como se fosse o Ken Block, mas o desespero em “perder seu poder” o deixa maluco e essa é a figura de linguagem desse episódio.

A primeira vez que assisti me irritou um pouco a enrolação da série, principalmente em episódios como “Fly”, aquele da mosca! reassistindo percebo com um olhar mais crítico do que de singelo telespectador que Gilligan quis “profetizar” o que estava acontecendo com Walt, não foi atoa aquela história singela de Pinkman sobre a metástase de sua tia ou a pureza que quase fez walt se declarar causador da morte de Jane, aliás Gilligan,sua equipe de roteiro e os atores tiveram maestria na maioria dos diálogos, e isso me faz lembrar dos diálogos dos filmes de Tarantino, que à primeira vista parece despretensioso, mas que no fundo traz respostas ao desenrolar da trama, mas isso é assunto pra outro video.

No fim Gilligan tenta tirar das costas de Walt o peso de vilão e trazer pela última vez sua inteligência combinado a manipular facilmente as pessoas, com a ideia do laser no casal que fundou com walter a companhia milionária, e depois salvando Pinkman e matando o cretino Jack e seus capangas neonazistas, uma ultima coisa interessante e que poucos perceberam é que ao meu ver, na última cena, Walter White não vai até o laboratório para relembrar seu passado ou tentar livrar a pele de Jesse, e sim pra dizer a polícia que iria encontrar seu corpo e as digitais no laboratório, que ele foi o único cozinheiro que existiu e que aquela incrível metanfetamina azul, super pura, sempre foi feita por Heisenberg e ninguém mais, nem no fim dá sua vida eles quis deixar que seu legado fosse dividido com outros cozinheiros, esse egocentrismo morreu com ele, por outro lado se Gilligan quisese surpreender a todos e lançar uma 6° temporada, seria possível, afinal White tomou um tiro na barriga e a polícia já tinha chegado, portanto ele poderia ter sobrevivido.

 

espero que você tenha gostado desse video

se gostou se inscreva no canal, dê like, clique no sininho pra receber novas notificações futuras, gosta do meu trabalho tem a campanha do apoia-se pra vc ajudar, e se quiser ter um contato pessoal comigo é só me seguir no instagram que é o @gui_fari.as

muito obrigado pela sua audiência tchau!

Referências:
Análise Completa – //destyy.com/wJU76G
livro jornada do herói pdf – //gestyy.com/wJ1oBh
“O homem é o lobo do homem”, Thomas Hobbes – //zipansion.com/2L2qe
Quantas pessoas Walter White já matou em Breaking Bad? – //zipansion.com/2L2te
Resenha Especial: Senhor das Moscas por William Golding – //zipansion.com/2L2wi
Resenha do livro O Príncipe – //zipansion.com/2L30I
Breaking Bad — Crafting a TV Pilot – //zipansion.com/2L33S
Por que “Fly” é um dos episódios mais importantes – //zipansion.com/2L37Z




Learn More

La Trevê | Netflix estreia série de ação criminal

A Netflix vem apostando forte em séries de produção europeia. A estreia da vez fica por conta de La Trevê, uma série de ação criminal. Confira acima o trailer da série.

Na série, o corpo do jogador de 19 anos Driss Assani, um jogador de futebol do clube de futebol Heiderfeld, é retirado do rio Semois, a poucos passos de Heiderfeld, uma pequena cidade de alguns milhares de habitantes nas Ardenas belgas. A investigação é liderada pelo inspetor Yoann Peeters, que recentemente se mudou para lá depois de uma tragédia doméstica, acompanhado por Sebastian Drummer, um jovem policial idealista e inexperiente. Peeters se encontrará confrontado com um enigma real, onde a culpa de uma pessoa não significa que os outros não são responsáveis.

Lançada originalmente em 2016 na França, a série que é também chamada de The Break, e é produzida por Anthony Rey e dirigida por Matthieu Donck. O título possui apenas 1 temporada com 10 episódios.

No elenco estão nomes como Yoann BlancGuillaume Kerbush e Anne Coesens. 

A série entrou hoje, 20 de Julho, no catalogo da Netflix.




Learn More

SAIU o primeiro teaser da 9ª temporada de The Walking Dead

O primeiro teaser da nona temporada de The Walking Dead foi revelado. Confira acima.

 

The Walking Dead retorna ainda em 2018, sem data definida até o momento. No Brasil, o programa é transmitido pelo canal pago Fox e no serviço de streaming Fox Play.

Learn More

18 de Julho – Novidades chegando na Netflix

Todos os dias a Netflix adiciona diversas novidades entre Filmes, séries, documentários e etc,  em seu catalogo. Por isso trazemos próces os Lançamentos da Netflix de 18 de Julho.

Um dos destaques do dia fica por conta de GODZILLA: Cidade no Limiar da Batalha, um anime original Netflix. Mas chega de enrolação e pegue seu caderno ou bloco de notas e anote as novidades do dia para não perder nenhuma.




Confira as novidades de 18 de Julho: 

Revolução de Camarón

Conheça detalhes da vida  de Camarón de la Isla, uma das maiores lendas da história do flamenco.

Revolução de Camarón

Revolução de Camarón


Meu nome é Barbra

Primeiro especial de televisão de Barbra Streisand, com uma mistura de seus sucessos, como “People”, “Happy Days Are Here Again” e “My Man”.

Meu nome é barbra

Meu nome é barbra


Barbra Streisand… e outros instrumentos musicais

Neste show Barbra mostra suas novas canções e faz um dueto com o pianista e pioneiro da música Soul, Ray Charles.

Barbra Streisand… e outros instrumentos musicais

Barbra Streisand… e outros instrumentos musicais


GODZILLA : Cidade no Limiar da Batalha – ORIGINAL NETFLIX   

Na sequência de “Godzilla: Planeta dos Monstros”, Haruo e seus companheiros fazem contato com uma tribo indígena, um dos poucos descendentes restantes da raça humana. Agora, para derrotar Godzilla, o grupo parte rumo ao laboratório do Meca-Godzilla.

GODZILLA : Cidade no Limiar da Batalha - ORIGINAL NETFLIX

GODZILLA : Cidade no Limiar da Batalha




Learn More

The Crown | Divulgado a 1º foto que mostra Olivia Colman como rainha Elizabeth II

A Netflix divulgou a primeira foto de The Crown, em que temos Olivia Colman no papel da Rainha Elizabeth II. Confira:

The Crown | Divulgado a 1º foto que mostra Olivia Colman como rainha Elizabeth IIThe Crown | Divulgado a 1º foto que mostra Olivia Colman como rainha Elizabeth II

foto que mostra Olivia Colman como rainha Elizabeth II

 

A Netflix divulgou a imagem com a simples legenda “Paciência”.

Claire Foy deixará o posto de Elizabeth a partir da terceira temporada, enquanto Philip passará a ser interpretado por Tobias Menzies. Já o papel da princesa Margaret, feito agora por Vanessa Kirby, será de Helena Bonham Carter.

The Crown tem estreia prevista para 2019 sem data definida para retornar. As duas temporadas anteriores estão disponíveis no catálogo do serviço de streaming.




Learn More

Critica: Objetos Cortantes (Sharp Objects) – 1×2 – Dirt

Aparentemente, o 2º episódio de Objetos Cortantes pode ter parecido lento e muitos podem pensar isso, mas o episódio: Dirt (Sujo), segue a linha proposta da produção que é trazer à tona os demônios de Camille (Amy Adms) e entrelaças dentro da trama dando significados a medida que a história se desenvolve.

AVISO DE SPOILERS

Nesse episódio, entramos mais na cabeça de Camille e somos apresentados a outros personagens no qual resta a dúvida, quem está assassinando as crianças e quem está falando a verdade.

Em meio a essa dualidade, Camille tenta entender o que levaria uma pessoa a tal atitude. Nesse meio tempo, acontecem sucessivas lembranças de quando era mais nova, mostrando ao público algumas questões relacionadas ao convívio com sua mãe e quais são seus traumas! Grande feito do roteiro, onde insere flashback em determinados pontos sem prejudicar o andamento da história, mas quando se trata de flashback, deve haver cuidado para não cair na própria armadilha e usar o artifício como muleta desconstruindo toda estrutura já criada.

Interessante como dentro do episódio somos apresentados ao título do mesmo, uma vez que um lugar específico do piso da sala da casa dela estava sempre limpo, mas no presente encontra-se sujo, isso pode revelar algo a respeito da trama a longo prazo.

Nesse episódio vemos mais a relação entre Camille e o detetive RichardWillis (Chris Messina), personalidades bem diferentes em meio a uma situação crítica, até onde vai essa possível cooperação de ambos os lados? Acredito que essa relação pode ir bem mais a fundo e na medida a história avançar veremos o resultado.

Até o momento a série está desempenhando sua função, trazer uma história cheia de emoções e significados sem muita pressa e abordar os personagens aos poucos sem perder sua essência! Agora nos resta apenas aguardar e tentar decifrar o que está por vir!




Learn More

Game of Thrones | DERIVADO PODE COMEÇAR A SER GRAVADO EM OUTUBRO

O jornal britânico Telegraph [via Winter is Coming] afirma que a HBO dará início a produção em outubro na Irlanda do Norte: “Foi confirmado que as filmagens do prequel de Game of Thrones começarão em Belfast em outubro. A equipe dos estúdios Paint Hall, na cidade, já foram informadas que o próximo grande projeto será um seriado ambientado mil anos antes dos eventos da série principal.

a HBO ainda não confirmou a informação e nem especificou o período da história, mesmo já tendo sido confirmado que será um prequel: o seriado será ambientado anos antes do original e mostrará como o universo criado por George R.R. Martin foi de uma Era de Ouro para um dos períodos mais sombrios das história.

Leia a sinopse: “Uma coisa é certa: dos segredos horríveis da história de Westeros até a verdadeira origem dos Caminhantes Brancos, os mistérios do Leste aos lendários Starks… essa não é a história que pensamos conhecer.

Jane Goldman (KingsmanX-Men: Primeira Classe) será a showrunner do projeto sem título, com Martin assumindo a produção executiva após ter colaborado no roteiro.

Ainda não há previsão de estreia para o derivado. Já que a HBO vai exibir a conclusão de  Game of Thrones  em 2019, sem data definida até o momento.




Learn More

Embed HTML not available.

Vale a Pena Assistir The Handmaid’s Tale

At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti.

Learn More