O Homem Invisível – Resenha Critica

Hoje vamos falar de um filme com um tema bem polêmico e interessante, O homem invisível

Para começar a critica vamos falar primeiramente da direção do filme, O Homem invisível  fica por conta de ninguém que o roteirista e protagonista de jogos mortais (2004), Leigh Whannell que revolucionou o mercado do terror na época.

 

o homem invisível 300x169 - O Homem Invisível - Resenha Critica

A atriz Elizabeth moss que interpreta Cecilia




Enfim, vamos falar do filme,  não é um Remake  de o Homem invisível de 1933 e muito menos ele tenta refazer o homem sem sombra, com esse filme notei que Whannel procura dar outros ares, e por assim dizer um ar mais atual a Trama e desse modo ele traz um filme voltado não para a ótica do personagem que leva o nome da Trama e sim pela ótica da vitima que se torna perseguida por um assassino mentalmente instável.

Começamos o filme com uma mulher em uma tentativa desesperada  de se livrar de um relacionamento que subentende-se por abusivo ( afinal ninguém foge de casa assustada no meio da noite).

Ponto importante: durante a fuga ela deixa cair um medicamento (Diazepam) usado um medicamento usado para questões psicossomáticas ligadas a transtornos ansiosos.

La na frente, Adrian usa desse mesmo artificio ( psicotrópico) para poder dopar Cecilia e muito controladamente armar todo um esquema afim de deixar com que a pobre mulher pareça culpada de tudo, e em meio a tudo isso o diretor soube muito bem fazer uma ligação e inserir o espectador como um terceiro personagem acompanhando de perto todo o sofrimento da mulher, esse filme nos traz uma reflexão muito além das telas, fica bem claro nele o Abuso sofrido em silencio pela mulheres, quantas não são agredidas rotineiramente por seus companheiros e não conseguem escalar seus muros para fora desse tormento chamado relação, Cecilia fez isso escalou o muro, fugiu, foi recebida e desacreditada da própria Família e amigos, a invisibilidade no filme pode ser no meu ponto de vista entendida como a maneira que os agressores são ( ou não) vistos por outras pessoas, ou seja, ele agride sua companheira, ali, dentro de sua casa, veste sua capa de invisibilidade e vai a padaria vai ao mercado e tem uma vida dita normal  aos olhos externos, porém quem esta ali dentro com ele sabe o monstro que ele é.




E para findarmos essa trama, Cecilia faz justiça com suas mãos e melhor ainda, usando a mesma arma que foi usada contra ela, o traje de invisibilidade, olhando de fora como espectadores não somos capazes de saber das dores de uma pessoa mentalmente perturbada por um  sociopata doente, então não vou julgar a atitude dela, e sim podemos falar que ela deu fim a um demônio que tanto a atormentava e finalmente obtendo paz.

Learn More