Confira aqui a lista completa dos indicados ao AMA 2018

Mais uma premiação musical estará acontecendo hoje a noite! O AMA 2018 American Music Awards – acontecerá hoje (09/10) e teremos mais de quinze apresentações no evento. O AMA é uma porta de divulgação do trabalho dos artistas e por isso, várias pessoas, inclusive nós, ficam ligados na premiação.

A apresentação de abertura, segundo a comediante Tracee Ellis Ross, será um número musical de aproximadamente três minutos e com mais de vinte dançarinos. Depois teremos Taylor Swift, Panic! At the disco homenageando a banda Queen, Mariah Carey, Dua Lipa, Cardi B, Missy Eliot, Shawn Mendes, Jennifer Lopez e ainda um tributo à eterna rainha do Soul, Aretha Franklin.

Tá achando que é pouco? Confere a lista dos concorrentes:




Artista do ano
Drake
Imagine Dragons
Post Malone
Ed Sheeran
Taylor Swift

Artista revelação do ano
Camila Cabello
Cardi B
Khalid
Dua Lipa
XXXTentacion

Colaboração do ano
Camila Cabello “Havana (feat. Young Thug)”
Post Malone, “Rock Star (feat. 21 Savage)”
Bruno Mars and Cardi B, “Finesse”
Bebe Rexha and Florida Georgia Line, “Meant to Be”
Zedd, Maren Morris and Grey, “The Middle”

Vídeo musical favorito
Camila Cabello “Havana (feat. Young Thug)”
Cardi B, “Bodak Yellow (Money Moves)”
Drake, “God’s Plan”

Turnê do ano
Beyonce and Jay-Z
Bruno Mars
Ed Sheeran
Taylor Swift
U2

Melhor trilha sonora
Black Panther
The Greatest Showman
The Fate of the Furious

Melhor cantor masculino
Drake
Post Malone
Ed Sheeran

Melhor cantora feminina
Camila Cabello
Cardi B
Taylor Swift

Melhor dupla ou grupo
Imagine Dragons
Maroon 5
Migos

Melhor álbum
Drake, Scorpion
Ed Sheeran, Divide
Taylor Swift, Reputation

Melhor música
Camila Cabello “Havana (feat. Young Thug)”
Drake, “God’s Plan”
Ed Sheeran, “Perfect”

Melhor cantor masculino – Country
Kane Brown
Luke Bryan
Thomas Rhett

Melhor cantora feminina – Country
Kelsea Ballerini
Maren Morris
Carrie Underwood

Melhor dupla ou grupo – Country
Dan + Shay
Florida Georgia Line
Lanco

Melhor álbum – Country
Kane Brown, Kane Brown
Luke Combs, This One’s for You
Thomas Rhett, Life Changes

Melhor música – Country
Kane Brown, “Heaven”
Dan + Shay, “Tequila”
Bebe Rexha and Florida Georgia Line, “Meant to Be”

Melhor artista – Rap/Hip-hop
Cardi B
Drake
Post Malone

Melhor álbum – Rap/Hip-hop
Drake, Scorpio
Lil Uzi Ver, Luv Is Rage 2
Post Malone, Beerbongs + Bentleys

Melhor música – Rap/Hip-Hop
Cardi B, “Bodak Yellow”
Drake, “God’s Plan”
Post Malone, “Rock Star (feat. 21 Savage)”

Melhor cantor masculino – Soul/R&B
Khalid
Bruno Mars
The Weeknd

melhor cantora feminina – Soul/R&B
Ella Mai
Rihanna
SZA

Melhor álbum – Soul/R&B
Khalid, American Teen
SZA, CTRL
XXXTentacion, 17

Melhor música – Soul/R&B
Khalid, “Young Dumb & Broke”
Ella Mai, “Boo’d Up”
Bruno Mars and Cardi B, “Finesse”

Melhor artista – Rock alternativo
Imagine Dragons
Panic! at the Disco
Portugal. The Man

Melhor artista – Rock Contemporâneo
Shawn Mendes
Pink
Ed Sheeran

Melhor artista – Latino
J Balvin
Daddy Yankee
Ozuna

O AMA acontece hoje 09/10 a partir das 22h e será transmitido aqui no Brasil através do canal TNT. Você não vai perder, não é? Mas caso você perca, amanhã disponibilizaremos a lista de vencedores do evento aqui no Solta o Play. Pra quem vai sua torcida? Deixa aqui nos comentários.




Learn More

Tudo o que rolou no Prêmio Multishow 2018

Ontem (25/09) aconteceu o Prêmio Multishow 2018. O evento comemorou 25 edições e fez um super festa no palco, relembrando vários artistas e músicas que foram premiados nesses vinte e cinco anos de premiação. Apresentado por Tatá Weneck e Anitta, o Prêmio Multishow apresentou treze categorias, sendo 10 escolhidas por voto popular e 3 pelo super júri do Multishow.

Além dos prêmios, que iremos mostrar aqui quais são os vencedores, vamos falar de performances maravilhosas que aconteceram ontem, e olha, não foram poucas! Passamos do funk, fomos para o sertanejo, MPB e axé.

Começando logo no tapete vermelho do evento que foi palco para performances maravilhosas, como o MC Marcinho e o filho do Mr. Catra, o MC Bruninho, homenageando o pai relembrando um de seus sucessos, Jerry Smith também se juntou a eles na homenagem.

Mas o grande destaque para o tapete vermelho foi, sem dúvida, as meninas do Rouge!  Com uma apresentação maravilhosa de sua música nova “Dona de Mim”, uma música que fala sobre empoderamento feminino, o grupo usou capas com o nome de grandes mulheres, foram relembradas: Marielle Franco, Maria da Penha, Maria Quitéria, Dandara e Leila Diniz. Confere aí essa performance lacradora:

Indo direto para o palco principal, o evento começou com a apresentação de um medley de quase oito minutos da cantora Anitta, que relembrou vários hits que acompanharam os prêmios durante os 25 anos de evento. Com certeza vocês já ouviram essas músicas: Bem querer, Final Feliz, As Quatro Estações, Jeito Sexy, Loka e claro, cantou alguns de seus sucessos como Zen e Medicina.

O prêmio, como dissemos, foi bem variado e teve performance pra todo gosto. Tivemos Zezé di Camargo e Luciano cantando sucessos da música sertaneja junto com Daniel. Além deles, tivemos Jorge e Matheus cantando seus hits e Luan Santana que cantou no sofázinho de dois lugares olhando bem no olho da Anitta. Além dos sertanejos tivemos o cantor Ferrugem que cantou seu sucesso “Pirata e tesouro”.




Além dos sertanejos, tivemos também os funkeiros Kevinho – que fez uma apresentação bem diferente do que está acostumado a fazer – e MC Kekel que cantou alguns dos seus hits e deixou uma mensagem para o público “não desista dos seus sonhos, aqui está mais um favela que venceu”, foi bem legal.

Mas tivemos três performances que roubaram a atenção do público e separamos para vocês. Em ordem de apresentação, vamos começar com a cantora e drag queen mais conhecida do mundo, Pabllo Vittar. Pabllo começou a apresentação descendo com asas no palco do Multishow cantando “Indestrutível”. Com um balé super sincronizado – diferentemente do seu retorno, que infelizmente estava atrasado – a cantora apresentou também seu novo hit “Problema Seu” e fez a platéia dançar e cantar muito!

Outra performance que abalou as estruturas do evento e dos nossos corações foi a da cantora Iza. Ela trouxe um coral de mulheres para o palco da premiação que junto dela cantaram “Dona de mim” seu novo sucesso. E não acabou aí, a cantora continuou a performance com “Ginga” e chamou o rapper Rincon Sapiência para cantar junto com ela. Além disso, a música “Pesadão” que é interpretada por Iza e por Falcão ganhou como melhor música! Gente, é muita beleza e talento pra uma pessoa só! Tá duvidando, confere aí!

A terceira performance que merece destaque foi a de Ivete Sangalo, a maior vencedora da história do prêmio Multishow. A cantora trouxe um medley de vários sucessos recentes de sua carreira e animou o público, todos sabiam cantar as músicas de Ivete! Pra não perder o costume, a cantora ganhou o voto popular na categoria de melhor cantora. Vamos conferir.

Além de todas essas performances que tiveram, tivemos também apresentações de Tribalistas – que fizeram todo mundo cantar e relembrar uma MPB de muitíssima qualidade – tivemos Baiana System, e uma performance com ícones do pop rock e rock com Dinho Ouro Preto, Digão, Samuel Rosa, Lobato, Liminha, Paulo Miklos, PJ e João Barone.

Com uma diversidade de gêneros musicais, o prêmio Multishow foi uma surpresa boa. A apresentação do evento com a dupla Tatá Weneck e Anitta foi bem entrosada e Tatá merece um destaque, a humorista tem um jogo de cintura maravilhoso e fazia piada com tudo e com todos. Anitta não deixou a desejar e foi capaz de acompanhar o ritmo da colega, além disso, nos deu momentos inusitados como o beijo em Leandro Martins da banda Atitude 67.

Confira a lista de vencedores do Prêmio Multishow 2018:

Voto popular:

  • Melhor grupo:
    Rouge
  • Melhor dupla:
    Jorge e Mateus
  • Melhor cantor
    Luan Santana
  • Melhor cantora
    Ivete Sangalo
  • Melhor show
    Marília Mendonça
  • Fiat Argo Experimente
    Hungria Hip Hop
  • Melhor música
    “Pesadão”– Iza part. Marcelo Falcão
  • Música chiclete
    “Vai Malandra” – Anitta
  • Melhor Cover Web
    Day – Cover: “Ao Vivo e a Cores”
  • Melhor clipe TVZ
    “Vai Malandra” – Anitta, Mc Zaac, Maejor ft. Tropkillaz & DJ Yuri Martins

Super júri: 

  • Melhor Disco: Anelis Assumpção – ‘Taurina’
  • Canção do Ano: Baco Exu do Blues – ‘Te Amo Disgraça’
  • Artista Revelação: Baco Exu do Blues

 

É isso aí Players. Não se esqueçam de nos seguir nas redes sociais e deixem nos comentários qual performance você mais gostou!



Learn More

Hoje tem VMA! Confira aqui os maiores bafos da premiação

Hoje é dia VMA e como já foi dito em um outro momento, essa premiação merecia um post só com os bafos que já aconteceram ao longo de 34 edições. Pois bem, nós do Solta o Play vamos listar os dez momentos mais icônicos da premiação, tem barraco, tem performance maravilhosa, tem muita história! Vamos lá?

10 – DIANA ROSS E O PEITO DE LIL KIM (1999)

É fato que todas as premiações apresentem um tapete vermelho, porém o tapete vermelho do VMA é um evento antes do evento em si, acontecem shows, entrevistas e looks históricos e extravagantes são vistos com muita frequência. Alguns looks ficaram bem marcados na história do evento, como o look jeans do – até então – casal Britney e Justin Timberlake, o vestido de carne da Lady Gaga, e nesse caso, o vestido com o peito de fora da rapper Lil Kim. Em 1999 a cantora apareceu vestindo essa peça em que seu seio ficava para fora dela, sendo coberta apenas por algumas pedras. No meio da premiação, quando Diana Ross foi anunciar, junto de Lil Kim e Mary J. Blige, o melhor clipe de hip-hop, aprovou o vestido da rapper e deu uma apalpada no seio dela! Confere esse momento:

 

09 – AXL ROSE DESAFINADÍSSIMO (2002)

Os fãs da banda estavam esperando por esse retorno de Axl, haja vista que ele estaria retornando após 15 de pausa com o Guns n’ Roses, porém o momento foi trágico. O público que estava no VMA prestigiou um Axl super desafinado, sem fôlego e os músicos da banda aram substitutos. Não sei nem o que falar, só sentir:

 

08 – COURTNEY LOVE INTERROMPENDO ENTREVISTA DE MADONNA (1995)

Mais um momento de vergonha alheia é o momento em que Courtney Love interrompe a entrevista de Madonna. Love tinha perdido o marido – pouco conhecido, talvez você já tenha ouvido falar de Kurt Cobain – há menos de um ano e estava um pouco alterada na ocasião. Eis que, enquanto Madonna estava dando uma entrevista, Courtney começou a jogar objetos nela afim de chamar sua atenção. Mesmo com Madonna pedindo para não fazer isso, o repórter convida Courtney para participar da entrevista. A rockeira disse que amava premiações porque sempre tinha muita gente legal e música boa, e Madonna, que já estava bem puta nesse momento, disse que também havia muitas drogas. E assim surgiu o climão!

 

07 – KANYE WEST VS TAYLOR SWIFT (2009)

Pra mim, 2009 foi uma premiação maravilhosa! Teve música boa, performance boa, até que surgiu Kanye West com esse discurso pra cima da menina Taylor Swift! O que aconteceu foi que Beyoncé estava levando todas com “Single Ladies (put a ring on it)“, porém quem levou o prêmio de “Melhor clipe feminino” foi Taylor Swift. Ele ficou todo recalcado, subiu no palco, pediu desculpas pra Taylor (COMO SE ADIANTASSE) e disse – gritou – que quem merecia ganhar o prêmio era a Beyoncé. Nisso começou uma confusão de vaias e aplausos enquanto Taylor, coitada, ficou plantada com cara de choro lá em cima e a Beyoncé chocadíssima na platéia. O que Kanye não esperava é que quando Beyoncé foi receber o prêmio de “Melhor vídeo do ano” ela chamasse Taylor novamente para que finalmente pudesse agradecer! Rainha, né mores?

 

06 – O DISCURSO BEM REALISTA DE FIONA APPLE (1997)

Foi bem tenso, porém bem realista! Fiona Apple recebeu o prêmio de Artista Revelação em 1997. Ela seguiu os protocolos, subiu ao palco toda linda e nesse momento em que ela agradece o prêmio, ela também solta umas verdades sobre a indústria musical e da mídia que devem ter apavorado os organizadores, ela disse que “esse mundo é uma merda e vocês não devem moldar suas vidas no que a gente pensa que é legal, ou o que estamos usando e dizendo. Seja você mesmo!” Após o seu discurso a cantora foi muito aplaudida.




05 – BEYONCÉ ANUNCIA GRAVIDEZ (2011)

Em 2011 a cantora já havia lançado seu álbum “4” e foi apresentar um de seus hits “Love On Top“. Além de ter sido uma apresentação super legal, com coreografia, vocais maravilhosos – bem assinatura de Beyoncé mesmo – no final da performance a cantora simplesmente largou o microfone, abriu o seu blazer e passou a mão na barriga, anunciando que estava grávida do ícone que hoje conhecemos como Blue Ivy! Jay Z apareceu comemorando muito na platéia junto de todos.

 

04 – LADY GAGA APRESENTANDO PAPARAZZI (2009)

Lembra que eu disse que em 2009 foi uma edição maravilhosa, né? Pois bem, a performance da Lady Gaga foi uma das coisas que ajudou a dar esse título para essa edição. Gaga já estava estourada no mundo todo, todos já conheciam seu estilo totalmente excêntrico e também conheciam o seu talento que é magnífico. A cantora entregou uma performance de “Paparazzi” – sucesso do álbum “The Fame Monster” – em que ela simulava a própria morte! Confere aí!

 

03 – BRITNEY SPEARS E SUA COBRA (2001)

Quem viu a performance da Britney de “I’m a slave for you” jamais iria imaginar o fiasco que seria a apresentação de “Gimme more” em 2007! Mas vamos falar de coisa boa, Britney subiu ao palco da premiação cantando e dançando com uma cobra, mostrando que não é mais uma garotinha e que não é tão inocente. Depois de assistir esse vídeo, até perdoamos a Britney pelo fracasso de 2007, até porque a coitada tinha acabado de se recuperar de um colapso que sofreu. Leave Britney alone!

 

02 – MADONNA + BRITNEY + CHRISTINA (2003)

Você quer trisal, @? Madonna estava comemorando seus vinte anos de carreira em 2003 e resolveu fazer uma festa no palco, na abertura do VMA de 2003. Na festa tínhamos um bolo, duas noivas (Britney e Christina – que ficou esquecida) e o noivo: Madonna! Elas cantaram, dançaram e se beijaram! Elas levaram o público à loucura e chocaram os críticos – que eram bem conservadores. Outra pessoa que ficou bem chocada foi Justin Timberlake, que tinha terminado com Britney há pouco tempo e bem na hora do beijo, deram um close na cara dele, que não estava nada feliz.

 

01 – MADONNA CANTANDO LIKE A VIRGIN (1984)

Mais uma vez a rainha nesse top 10. O fato é que as polêmicas são quase um sobrenome da cantora. Na primeira edição do VMA, em 1984, Madonna começou a performance de “Like a Virgin” vestida de noiva e com um cinto escrito “Boy toy” (lit. brinquedo masculino). Enquanto ela se apresentava, ela ia rasgando todo o vestido, debochando do matrimônio e da religião (por abordar a questão de virgindade antes do casamento). O interessante é que estamos falando de 1984, se hoje em dia uma apresentação dessa já iria fazer certo barulho, imagina naquela época? Acontece que Madonna sempre foi revolucionária e mostrou que o nível de apresentações no VMA deveriam ser altíssimos! Não é a toa que ela tem o título de Rainha do POP!

 

Ufa! O que achou desses bafões? Claro que tivemos muito mais, como a briga entre os dois peguetes da Pamela Anderson, o Eminem sempre bravo nas edições anteriores, Nicki Minaj discutindo com Miley Cyrus, Miley Cyrus rebolando muito junto com Robin Thicke… Mas enfim, qual o melhor bafão para você? Algum que não foi citado? Conta pra gente, pode ser aqui pelos comentários ou pelo Instagram @soltaoplayoficial.

Lembrando que o VMA acontece hoje, a partir das 22h no horário de Brasília. Será que teremos mais algum bafo pra ser lembrado? Vamos ficar no aguardo!




Learn More

Crítica: Aniquilação (Annihilation, 2018)

Quando seu marido retorna repentinamente, a bióloga Lena parte em uma
missão com outras 4 cientistas para estudar o surgimento do misterioso e
perigoso “Brilho”, que delimita a Área X, onde as leis da natureza e da física
não se aplicam.

Aniquilação é escrito e dirigido pelo Alex Garland, que fez um trabalho
excepcional no filme Ex Machina (2015). Assim como em seu primeiro trabalho,
o diretor faz um ótimo trabalho na ambientação do longa, criando tensão e uma
sensação de que algo ruim vai acontecer a qualquer momento. Ele não se
preocupa em fazer um filme acessível ou de fácil entendimento. As respostas
não vem de mão beijada, desafiando o telespectador a pensar.

O principal tema de Aniquilação talvez seja a tendência humana de
autodestruição, seja ela intencional ou não. O filme também trata de depressão
e suicídio, mas sempre os diferenciando. E a história inteira se amarra nisso,
desde o começo, quando, por exemplo, Lena está dando uma aula de biologia
e cita células cancerígenas, que rima perfeitamente com o tema central do
filme.

Após uma série de fracassos nas missões dentro da “Área X”, uma pergunta
conveniente seria: por que diabos essas mulheres estão indo para uma missão
quase que suicida, visto que até mesmo os militares mais treinados não
voltaram? Eis que com um curto diálogo, o roteiro responde esse
questionamento de forma convincente. Porém, o roteiro é ineficiente ao
desenvolver às cientistas que acompanham Lena, fazendo com que se tenha
uma grande diferença de simpatia do telespectador para com as personagens.
Dito isso, é importante ressaltar que, ainda assim, Jennifer Jason Leigh (Dr.
Ventress), Gina Rodriguez (Anya Thorensen), Tessa Thompson (Josie Radek)
e Tuva Novotny (Cass Sheppard), mesmo com pouca ajuda do roteiro,
convencem em suas interpretações. Mas o destaque fica, claro, para Natalie
Portman, que oscila entre a bióloga inteligente e ex-militar e a mulher
devastada pelos acontecimentos que precederam a missão.

Com 3 linhas temporais (antes, durante e após a missão), a montagem de
Barney Pilling é impecável ao mostrar os acontecimentos anteriores, ajudando
no entendimento de certas situações e atitudes, e mostrar o interrogatório de
Lena após a missão, despertando ansiedade em como foi o desfecho da missão. Se
aproveitando das características peculiares do Brilho, o design de produção
cria um mundo multicolorido e cria criaturas que variam entre o encantador e o
assustador, ressaltando a grandiosidade daquele universo.

O final de Aniquilação navega no abstrato, mas acaba exagerando e ficando
visualmente carregado, soando um pouco pretensioso e auto-indulgente. Mesmo assim, é um final satisfatório para a trama: deixa interpretações em aberto e convida o telespectador à revisitar o longa ou, no mínimo, ir atrás de teorias e explicações sobre o que aconteceu.

 




Learn More

Confira aqui quais são os Indicados do VMA 2018!

Saiu nesta segunda feira (16/07/2018) os Indicados do VMA 2018. O VMAVideo Music Awards – é uma premiação da MTV norte-americana criada em 1984 com o intuito de enaltecer os melhores clipes do ano. O prêmio é simbolizado através de uma estatueta de um astronauta segurando uma bandeira, carinhosamente chamado de Moonman (Homem na lua).
No primeiro lugar do pódio dos vencedores da história do VMA está a artista Beyoncé com 27 prêmios, três destes foram conquistados junto ao seu grupo Destiny’s Child, 24 em carreira solo e oito destes foram ganhos em uma só noite. Em segundo lugar está a cantora Madonna com 21 prêmios e em terceiro lugar o cantor Justin Timberlake com 18 prêmios – 7 destes com a boyband que fazia parte, o ‘N Sync.
O VMA é palco para grandes apresentações. Ao longo da noite, vários artistas se apresentam intercalando com as premiações. Além disso, o VMA já foi palco para várias polêmicas e momentos que estão marcados na história da música pop, como o beijo de Madonna, Britney e Chistina Aguilera, a treta entre Miley Cyrus e Nicki Minaj e mais vários momentos icônicos que renderiam um post só para eles.
Este ano, o VMA acontece no dia 20 de agosto, a partir das 22h. Nesta edição, a cantora Cardi B é a que aparece no maior número de indicações, no total são dez indicações e concorre nas premiações mais relevantes, com “clipe do ano” e “música do ano” onde aparece junto ao o cantor Bruno Mars. The Carters, que é o nome do novo projeto de Beyoncé e Jay Z aparece concorrendo em oito categorias como “melhor clipe de hip-hop” e também como “clipe do ano”. Childish Gambino está concorrendo com o clipe “This is America” nas categorias “clipe do ano” e “melhor edição. Além disso, temos ainda Ariana Grande, Dua Lipa, Camila Cabello e vários nomes talentosos. Vamos à lista dos indicados?




CLIPE DO ANO
Ariana Grande – “No Tears Left to Cry” – Republic Records
Bruno Mars ft. Cardi B – “Finesse (Remix)” – Atlantic Records
Camila Cabello ft. Young Thug – “Havana” – Syco Music/Epic Records
The Carters – “APES**T” – Roc Nation/Parkwood Entertainment
Childish Gambino – “This Is America” – mcDJ / RCA Records
Drake – “God’s Plan” – YMCMB/Cash Money/Republic Records

MÚSICA DO ANO
Bruno Mars ft. Cardi B – “Finesse (Remix)” – Atlantic Records
Camila Cabello ft. Young Thug – “Havana” – Syco Music/Epic Records
Drake – “God’s Plan” – YMCMB/Cash Money/Republic Records
Dua Lipa – “New Rules” – Warner Bros. Records
Ed Sheeran – “Perfect” – Atlantic Records
Post Malone ft. 21 Savage – “rockstar” – Republic Records

MELHOR CLIPE POP
Ariana Grande – “No Tears Left to Cry” – Republic Records
Camila Cabello ft. Young Thug – “Havana” – Syco Music/Epic Records
Demi Lovato – “Sorry Not Sorry” – Island Records
Ed Sheeran – “Perfect” – Atlantic Records
P!nk – “What About Us” – RCA Records
Shawn Mendes – “In My Blood” – Island Records
MELHOR CLIPE DE HIP HOP
Cardi B ft. 21 Savage – “Bartier Cardi” – KSR/Atlantic Records
The Carters – “APES**T” – Roc Nation/Parkwood Entertainment
Drake – “God’s Plan” – YMCMB/Cash Money/Republic Records
1. Cole – “ATM” – Dreamville/Roc Nation/Interscope Records
Migos ft. Drake – “Walk It Talk It” – Quality Control/Capitol Records
Nicki Minaj – “Chun-Li” – Young Money/Cash Money Records

MELHOR CLIPE LATINO
Daddy Yankee – “Dura” – El Cartel Records/UMLE
J Balvin, Willy William – “Mi Gente” – UMLE/Republic Records
Jennifer Lopez ft. DJ Khaled & Cardi B – “Dinero” – Epic Records/Nuyorican Productions
Luis Fonsi, Demi Lovato – “Échame La Culpa” – UMLE/Republic/Island/Universal Music Latino
Maluma – “Felices los 4” – Sony Music Entertainment US Latin
Shakira ft. Maluma – “Chantaje” – Sony Music Entertainment US Latin

MELHOR CLIPE DE MÚSICA ELETRÔNICA
Avicii ft. Rita Ora – “Lonely Together” – Geffen Records
Calvin Harris & Dua Lipa – “One Kiss” – Columbia Records
The Chainsmokers – “Everybody Hates Me” – Disruptor Records/Columbia Records
David Guetta & Sia – “Flames” – Atlantic Records
Marshmello ft. Khalid – “Silence” – RCA Records/Ultra Records
Zedd & Liam Payne – “Get Low (Street Video)” – Interscope Records

MELHOR CLIPE DE ROCK
Fall Out Boy – “Champion” – Island Records
Foo Fighters – “The Sky Is A Neighborhood” – RCA Records
Imagine Dragons – “Whatever It Takes” – KIDinaKORNER/Interscope Records
Linkin Park – “One More Light” – Warner Bros. Records
Panic! At The Disco – “Say Amen (Saturday Night)” – Fueled By Ramen/Atlantic Records
Thirty Seconds to Mars – “Walk On Water” – Interscope Records

MELHOR EDIÇÃO
Bruno Mars ft. Cardi B – “Finesse (Remix)” – Atlantic Records – Editing by Jacquelyn London
The Carters – “APES**T” – Roc Nation/Parkwood Entertainment – Taylor Ward and Sam Ostrove
Childish Gambino – “This Is America” – mcDJ / RCA Records – Editing by Ernie Gilbert
Janelle Monáe – “Make Me Feel” – Bad Boy Records/Atlantic Records – Editing by Deji Laray
N.E.R.D & Rihanna – “Lemon” – i am OTHER/Columbia Records – Editing by Taylor Ward
Taylor Swift – “Look What You Made Me Do” – Big Machine Records – Editing by Chancler Haynes for Cosmo

MELHOR EFEITO VISUAL
Ariana Grande – “No Tears Left to Cry” – Republic Records – Visual Effects by Vidal and Loris Paillier for Buf
Avicii ft. Rita Ora – “Lonely Together” – Geffen Records – Visual Effects by KPP
Eminem ft. Beyoncé – “Walk On Water” – Shady/Aftermath/Interscope Records – Visual Effects Supervisor Rich Lee for Drive Studios
Kendrick Lamar & SZA – “All The Stars” – TDE/Aftermath/Interscope Records – Visual Effects by Loris Paillier for BUF Paris
Maroon 5 – “Wait” – 222/Interscope Records – Visual Effects by TIMBER
Taylor Swift – “Look What You Made Me Do” – Big Machine Records – Visual Effects by Ingenuity Studios

MELHOR COREOGRAFIA
Bruno Mars ft. Cardi B – “Finesse (Remix)” – Atlantic Records – Choreography by Phil Tayag & Bruno Mars
Camila Cabello ft. Young Thug – “Havana” – Syco Music/Epic Records – Choreography by Calvit Hodge and Sara Bivens
The Carters – “APES**T” – Roc Nation/Parkwood Entertainment – Choreography by Sidi Larbi Cherkaoui and Jaquel Knight
Childish Gambino – “This Is America” – mcDJ / RCA Records – Choreography by Sherrie Silver
Dua Lipa – “IDGAF” – Warner Bros. Records – Choreography by Marion Motin
Justin Timberlake – “Filthy” – RCA Records – Choreography by Marty Kudelka, AJ Harpold, Tracy Phillips, and Ivan Koumaev

Então é isso Players, já tem o seu favorito? Tomara que nesta edição tenhamos vários momentos históricos da música pop. Lembrando que o VMA será no dia 20 de Agosto a partir das 22 horas do horário de Brasília.




Learn More